29/06/2018

Instituições e empresas parceiras marcam presença em Dia de Campo IMAmt

O Dia de Campo do Instituto Mato-grossense do Algodão (IMAmt) será uma oportunidade para instituições e empresas parceiras – Embrapa Instrumentação, Netafim e Farmers Edge, apresentarem novas tecnologias ao público mato-grossense.

Quem for ao Centro de Treinamento e Difusão Tecnológica do Núcleo Regional Centro, em Campo Verde, no próximo dia 6 (sexta-feira) poderá conhecer o AGLIBS 1.0, equipamento desenvolvido por cientistas brasileiros com tecnologia de última geração, que se propõe a fazer a análise de solos de forma rápida, limpa e economicamente acessível ao produtor rural.

AGLIBS é o primeiro resultado da parceria do ecossistema de inovação da Embrapa Instrumentação, unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária de São Carlos (SP), com uma startup voltada ao agronegócio. Dessa união nasceu a Agrorobótica, fundada em 2015, responsável por disponibilizar essa tecnologia para o mercado. No Dia de Campo do IMAmt, a nova tecnologia será apresentada pelo pesquisador Ladislau Martin Neto, da Embrapa Instrumentação, e por Fábio Angelis e Aída Magalhães, sócios da Agrorobótica.

Segundo eles, a inovação não gera resíduos químicos e é capaz de analisar 1.500 amostras de solo por dia, fornecendo dados de quantidade de carbono orgânico do solo, textura (teores de areia, silte e argila) e pH.  O AGLIBS 1.0 utiliza a espectroscopia de emissão óptica com plasma induzido por laser (LIBS) - a mesma tecnologia embarcada no Rover Curiosity, robô da Nasa, a agência espacial norte-americana, para descobrir a presença de água em Marte.

O desenvolvimento do AGLIBS teve início em 2015 depois que o grupo de pesquisadores da startup e da Embrapa Instrumentação observaram que muitos agricultores não faziam a análise de solo devido ao seu alto custo, levando-os a aplicar insumos agrícolas sem recomendações agronômicas, fato que gera falta ou excesso de corretivos e fertilizantes nas lavouras e compromete a produtividade agrícola.

Em três anos de calibração, o AGLIBS já analisou mais de duas mil amostras de solos tropicais de várias regiões brasileiras.   De acordo com a assessoria da Embrapa Instrumentação, a inovação pode contribuir diretamente para certificação de propriedades rurais no Plano Agricultura de Baixa Emissão de Carbono (Plano ABC) do Governo Federal, pois falta uma ferramenta digital para mensuração do carbono, sem geração de resíduos e em tempo real - em laboratório - para quantificação desse elemento químico.

 

Outras participações - A Netafim, empresa de origem israelense com sede industrial instalada em Ribeirão Preto (SP), apresentará as novidades em irrigação, com sistemas de fertirrigação inteligentes. Um desses sistemas acabou de ser implantado em parcelas do Centro de Treinamento e Difusão Tecnológica Ampa/IMAmt em Campo Verde, o que irá permitir realizar e apresentar resultados de testes demonstrativos dessa nova tecnologia.

Nessa mesma estação, outra empresa de tecnologia agrícola, a Farmers Edge, apresentará suas opções de auxílio ao manejo das fazendas. De origem canadense, essa empresa oferta diversos produtos a partir de uma plataforma digital global: desde mapas de biomassas e de sanidade elaborados a partir de imagens de satélites, dados e previsões meteorológicas a partir de uma rede de estações meteorológicas interconectadas, a conexão e monitoramento em tempo real das máquinas das fazendas. A disponibilização de diversas camadas de informações para o gerente da fazenda possibilita tomadas de decisões fundamentais para um melhor manejo e rentabilidade da produção agrícola da unidade.

 

Outras estações - O Dia de Campo do IMAmt terá outras quatro estações.  Na Estação 1, o pesquisador melhorista Jean Belot e Marcio de Souza, coordenador de Pesquisas e Difusão de Tecnologias do IMAmt, falarão sobre as variedades do IMAmt, junto com Ueverton Rizzi, agrônomo da Cooperativa Mista de Desenvolvimento do Agronegócio (Comdeagro).

Na Estação 2, Jacob Netto, Guilherme Rolim e Walter Jorge abordarão as principais pragas do algodoeiro, entre eles, o temido bicudo.  Na Estação 3, nematoides, ramulária e micro-organismos benéficos serão os temas apresentados pelos fitopatologistas do IMAmt, Rafael Galbieri e Tamiris Rêgo, e os técnicos Savio Lopes e Zeani Veloso.

Manejo de plantas daninhas e destruição de soqueira serão os assuntos explorados na Estação 4, sob o comando dos pesquisadores Edson Andrade Junior, do IMAmt, Anderson Cavenaghi, do Centro Universitário de Várzea Grande (Univag) e Sebastião Carneiro da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

 

Serviço

O que: Dia de Campo IMAmt

Quando: 6 de julho (sexta-feira), a partir de 7h30

Onde: Centro de Treinamento e Difusão Tecnológica do Núcleo Regional Centro Ampa/IMAmt, na BR-070, sentido Campo Verde a Primavera do Leste, Km 365 (virar à direita 80 m após a saída de Campo Verde). 

Fonte: Assessoria de Comunicação da Ampa com informações da Joana Silva/Embrapa Instrumentação 

Copyright © IMA - Instituto Mato-Grossense do Algodão.
Rua Eng Edgard Prado Arze, 1777 Ed. Cloves Vettorato - 2 andar Quadra 03
Setor A - Centro Político Administrativo
CEP: 78049-015
(65) 3321-6455/6482