Programa de Apoio a Cultura do Algodão para Agricultores Familiares – 2000 a 2001

Agricultura Familiar

 

Prazo: outubro/2000 a setembro/2001
Situação do projeto: Inativo
Realizador: Fetagri
Parceiros: Proalmat, Facual e Fundaper
 
Contexto: o algodão tradicionalmente cultivado por pequenos produtores nas regiões de Rondonópolis, Cáceres, Colíder e Juína, passou por um longo período de queda de produção e produtividade, agravado por baixos preços e dificuldades na comercialização do produto. Com o advento do Proalmat e do Facual, a par dos estímulos que o Governo Estadual está oferecendo aos produtores, a cultura reassume o papel de alternativa viável na busca de sustentabilidade das pequenas propriedades. 
A cultura do algodão já foi um item importante na agricultura familiar até o ano de 1995; a partir daí problemas tecnológicos, dependência de intermediários, falta de crédito de custeio, assistência técnica deficiente, fizeram com que os pequenos produtores ficassem de fora dessa importante atividade. A partir da safra 98/99, foi criado um programa de apoio à agricultura familiar, com apoio financeiro do Facual, visando superar os entraves citados; os resultados até agora obtidos indicam uma resposta altamente positiva dos produtores familiares ao estímulo, o que proporcionou a muitos aumentos significativos na renda. Constata-se que o trabalho realizado dentro da parceria Fundaper/Fetagri e outras entidades de apoio à pequena produção está trazendo grandes benefícios ao pequeno produtor, incentivando-o, inclusive, a buscar a sua organização. Pela impossibilidade de se atender todos os municípios do Estado, propõe-se trabalhar municípios pilotos, nas diferentes regiões de Mato Grosso, num total de 26 municípios.
 
Descrição: criar mecanismos para o aumento da área plantada, melhoria da produtividade, diminuição de custos, geração de empregos e renda para os agricultores familiares e racionalização no uso de agrotóxicos.
 
Equipe: Marcio Castrilon Mendes, Wilson Mauro da Silva e Nilceu, Garibaldi Toledo M. Junior, Mozart Caetano Nunes, Luiz Antônio Rodrigues, Marcio Mesquita da Costa Farias,  Luiz Antônio Rodrigues,  Antônio Alves da Cruz, Luiz Enrique Pires,  Dolorice Moretti, Maurílio Bueno Magalhães,  Adsom Nascimento Soares, Geovani Bensoni, Edilsom Wronski, Isaias Ribeiro de Oliveira,  Américo Dias, Mariano B. Campos,  Eudes do Carmo Nepomuceno, Hilário Hartmann, Francisco das Chagas Araújo Menezes,  Adelar Umberto Schons,  Mônica L. Amaral de Jesus, Fabio Sampaio,  Edivaldo José da Silva.
 
Local: Tangará da Serra e Nova Olímpia, Cuiabá, Pedra Preta, Dom Aquino, Juscimeira, Rondonópolis, Pontes e Lacerda, Porto Esperidião, Bauru, Glória do Oeste, São José dos Quatro Marcos, Mirassol D’Oeste, Colider, Nova Canaã do Norte, Nova Guarita, Carlinda, Novo Mundo, Matupá, Porto Estrela, São José do Rio Claro, Nobres.
Atividades desenvolvidas: seleção e cadastramento de produtores, análise do solo, elaboração dos projetos de custeio, liberação de crédito custeio, treinamento de técnicos, assistência técnica, aquisição e distribuição de sementes, reuniões técnicas, gerenciamento do programa, apoio à comercialização, contratação de técnicos, contratação de pessoal.

Copyright © IMA - Instituto Mato-Grossense do Algodão.
Rua Eng Edgard Prado Arze, 1777 Ed. Cloves Vettorato - 2 andar Quadra 03
Setor A - Centro Político Administrativo
CEP: 78049-015
(65) 3321-6455/6482