Projeto alternativo para o desenvolvimento sustentável da cotonicultura familiar de MT- 2007 a 2008

Agricultura Familiar

Prazo: 01/12/2007 à 30/11/2008

Situação do projeto: Inativo
Realizador: Federação dos Trabalhadores na Agricultura
Parceiros: Fetagri-MT, Cooperativa, STR, Prefeituras e Facual
 
Contexto: Com a consolidação da cotonicultura de alta tecnologia nos últimos anos, a agricultura familiar foi reduzindo suas áreas de plantio, fato que causou grande desemprego no campo, gerou êxodo rural e, consequentemente, o surgimento de bolsões de pobreza na periferia das cidades, sendo que a agricultura familiar é uma alternativa para a melhoria na qualidade de vida, pois apresenta enorme potencial de agregação de valor, consequentemente mantém as famílias no campo. Esta cultura poderá ser importante para o Mato Grosso, onde existem mais de 350 assentamentos rurais espalhados em diversas regiões do estado, abrangendo aproximadamente 72.000 famílias. Acrescenta-se a este contingente de pessoas as comunidades tradicionais localizadas nas áreas de colonização mais antigas. Estes pequenos agricultores são carentes de opções que viabilizem a sua permanência na propriedade, garantindo-lhes o sustento e bem estar. 
 
Por outro lado, a sustentabilidade das atividades na pequena propriedade está atrelada a vários fatores de produção como clima, manejo de solo, pragas e doenças, cultivares adaptadas, controle de qualidade, dentre outros, além de sólidos processos de organização de produtores e canais de comercialização.
Partindo do princípio de que somente os próprios agricultores podem promover o seu desenvolvimento, e que outros agente (pesquisa, extensão rural, ONG’S, etc.) ou fatores (educação, fertilidade do solo, etc.) apenas podem contribuir para que eles o façam, este programa contém um componente muito forte de transferência de tecnologia de capacitação e de fomento acoplados à planta física.  A expectativa é despertar nesses produtores a vontade de fazer (querer), ao mesmo tempo em que demonstra como fazer (saber), para que os outros possam solucionar seus próprios problemas, na busca da sustentabilidade das suas famílias.
 
O projeto teve como objetivo principal dar continuidade no processo que busca viabilizar a cultura do algodão em nível de agricultura familiar, em Mato Grosso, acompanhando o processo organizacional das cooperativas, localizadas em dois pólos produtivos, detentoras de duas unidades beneficiadoras de algodão implantadas. Dar ênfase a capacitação de produtores, com uma assistência técnica de qualidade. Desta forma poder estruturar o processo produtivo, da organização até a comercialização.
Descrição: este projeto é continuidade de um processo iniciado em 2000, que incentiva a produção do algodão para a agricultura familiar, buscando formas para tornar esta cultura socioeconomicamente viável, para o âmbito da pequena produção, apresentando-se como uma grande alternativa para viabilizar a permanência do agricultor familiar na propriedade, garantindo-lhes sustento e bem estar.
 
Prestação de assistência técnica a 100 agricultores familiares, com ênfase a agricultura sustentável, organização e gerenciamento da propriedade; Consultoria administrativa e organizacional, aos sócios das cooperativas já constituídas; Apoio a extensão e as pesquisas realizadas com ênfase ao algodão direcionado para a agricultura familiar; Montagem, juntamente com a Embrapa, de duas unidades de tese de linguagens e variedades de algodão, junto às duas cooperativas; Apoio ao beneficiamento e a comercialização da produção;Viabilização de sementes para 100 produtores familiares ou 250 ha.
 
Beneficiários: 72.000 mil famílias
 
Equipe:
- Nilton José da Macedo – coordenação institucional – Cuiabá
- Adelar Umberto Schons – Elaboração do projeto e coordenação de atividades técnicas
- Enilza Santos Ferri – colaborado – Cuiabá
- Janaine de Jesus – colaborador – Cuiabá
 
Local: Nova Guarita, Porto Esperidião, Cuiabá
 
Atividades desenvolvidas:
- Assistência técnica aos produtores
- Seleção e cadastramento de produtores 
- Distribuição de sementes
- Área experimental
- Beneficiamento e comercialização
- Gerenciamento do programa

Copyright © IMA - Instituto Mato-Grossense do Algodão.
Rua Eng Edgard Prado Arze, 1777 Ed. Cloves Vettorato - 2 andar Quadra 03
Setor A - Centro Político Administrativo
CEP: 78049-015
(65) 3321-6455/6482